É importante ressaltar que a proposta deste blog é discutir sobre os processos de contratação de serviços de comunicação, principalmente de agências de propaganda e que para fazer isso eu me baseio na minha experiência.

Ao longo desses anos, sempre que eu buscava informações sobre a 12.232 sentia falta de uma conversa mais informal, que relatasse experiência e atendesse quem está engatinhando no assunto. Com o blog, estou tentando suprir essa deficiência.

Tento escreve-lo evitando o “juridiquês”. Primeiro porque eu acredito que facilita o entendimento para leigos publicitários que somos e segundo porque eu não tenho a intenção de discutir as leis do ponto de vista jurídico – e nem saberia faze-lo. Quero falar sobre elas do ponto de vista prático – da execução de uma licitação.

Acabo, claro, tendo que falar sobre as leis, mas não tenho formação advocatícia. Apesar de saber que já tive contato com elas sendo aplicadas de diferentes maneiras, sei das minhas limitações.

Por isso, advogados, quando quiserem emitir opiniões ou me corrigir, sintam-se a vontade.