Muitos clientes me procuram dizendo que o custo para participar de uma licitação pública é elevado. Eu respondo que qualquer rendimento prevê investimento – “there is no free lunch”. E contas públicas costumam ser um excelente investimento.

Mas eu complemento com duas pequenas dicas: já foi muito (muito!) mais caro fazer licitação e é possível fazer de um jeito barato apenas para aprender.

Eu sou do tempo que as caixas em que levávamos os documentos eram enormes. Algumas tinham rodinhas! As pranchas com o portfólio eram tipo A2 e tinham espessura de 3 cm cada. As comissões de licitação sonhavam em acabar logo com tudo de olho naquelas caixas maravilhosas.

Em uma ocasião, fui fazer, em Belo Horizonte, uma licitação de um possível cliente que ficava em Brasília. Tudo atrasou e eu sai para Confins para pegar o último voo que ia para Brasília. Claro que a ordem pro taxista foi: “voa e se chegar alguma multa você sabe onde eu trabalho e fica com os meus telefones” (já vi alugarem jatinho pra não perder licitação – uma ou duas multas sairia barato). Mas o problema mesmo era a caixa: era tão grande, pesada e elaborada que, em um determinado momento da correria, meu ombro fez um barulho esquisito e nunca mais foi o mesmo.

De lá pra cá as caixas diminuíram, as agências entenderam que o poder de fogo não estava na apresentação e que distribuir aquele investimento único de uma licitação em várias licitações aumentava a chance de retorno. Assim, a apresentação, que era um dos pontos mais caros de uma licitação, ficou bem mais barata.

É importante notar que, hoje, isso varia de estado para estado. No Paraná, por exemplo, eu soube que as agências levam os documentos em envelopes simples. Em Minas as agências estão indo pelo mesmo caminho. No Rio, no entanto, ainda vemos caixas mais elaboradas em algumas situações.

Pode ser que você ainda tenha que alugar um jatinho, porque se atrasou e aí sua licitação vai ficar cara. No entanto, com tempo para planejamento, você não sofrerá com (tantos) imprevistos e conseguirá economizar.